Dicas para fazer o controle de estoque da forma correta

Dicas para fazer o controle de estoque da forma correta

O gerenciamento eficaz do estoque da sua empresa é essencial para manter a lucratividade sustentável do seu negócio. Estoque parado é dinheiro parado. Portanto, toda atenção é muito pouca.

Não importa qual método de controle sua empresa utiliza. Pode ser um software ou planilha extremamente poderoso, mas se o processo de organização e controle de estoque não estiver claramente definido e você não tiver profissionais qualificados e confiáveis, seu investimento pode ser em vão.

Nesse caso, é comum buscar a otimização dos processos para garantir maior segurança na gestão dos ativos de produção. É por isso que escolhemos 10 técnicas de controle de estoque mais eficazes. Confira!

1. Conte com um estoquista de confiança

Contar com profissionais experientes, organizados e confiáveis ​​é essencial para um controle de estoque eficaz. Além de fazer a separação dos produtos do estoque, esses profissionais também devem cuidar das retiradas e estar atentos a detalhes como o vencimento, fazer os registros materiais adquiridos e dar baixa nos materiais retirados. Isso evitará quebras e transferência de estoque.

2. Conheça as diferentes formas de controlar o estoque

Você sabia que existem muitas maneiras diferentes de controlar o estoque? Um deles é o PEPS (Primeiro que Entra, Primeiro que Sai), tecnologia que controla o estoque com base em ordem cronológica, e os produtos com maior tempo de armazenamento têm prioridade de saída.

Também há UEPS (Última a Entrar e a Primeira a Sair), que se baseia no preço do último lote de armazenamento. Outra técnica muito popular é a média ponderada, que controla o estoque com base no valor médio das mercadorias armazenadas.

Para os estoquistas, é muito importante aprofundar seu conhecimento dessas tecnologias e decidir qual delas é a mais adequada para a situação real de sua empresa.

3. Faça a contabilização do inventário

É necessário informar a quantidade de cada produto no estoque. Isso garantirá que os investimentos inativos sejam realmente compreendidos e auxiliará todo o processo de gerenciamento. Para começar a arrumar a casa, escolha alguns profissionais para contar todos os itens armazenados sob a supervisão de alguém. 

Em seguida, verifique a quantidade armazenada com a ajuda de relatórios de vendas e compras. Desta forma, você pode entender a falta de estoque atual e pode fornecer medidas para melhorar o processo para evitar perdas financeiras.

4. Defina um esquema para organização de produtos

Cada tipo de produto requer um plano organizacional. Por exemplo, itens perecíveis precisam ser organizados em ordem de eficácia para evitar perda de material, evitando assim a perda monetária. Por isso, o sistema PEPS é um excelente método de controle!

É importante armazenar todos os produtos em categorias semelhantes, próximos uns dos outros. Isso ajudará na inspeção visual do volume, ajudará na identificação do produto não rotativo e padronizará os itens e descrições. Uma ferramenta que muito contribui para essa parte é a BOM (Bill of Materials ou Bill of Materials).

5. Tenha controles periódicos

Especifica que os materiais do estoque são lançados por período. Uma boa maneira de verificar o progresso e a organização do estoque é girar o estoque, que define o ciclo de verificação para diferentes tipos de produtos. Desta forma, possíveis desvios podem ser encontrados e o inventário físico pode ser verificado quanto à conformidade. O inventário regular também é muito útil para destacar falhas operacionais.

6. Planeje as compras com base no histórico de movimentação

Como já dissemos, estoque parado é dinheiro parado. Portanto, seu reabastecimento de estoque não deve considerar apenas a quantidade atual (para reabastecimento). É necessário avaliar a história do esporte, levando em consideração os critérios sazonais (se houver) para comprar com mais eficiência.

Pode haver muitos saques de um produto a qualquer momento, mas pode não ser necessário para a próxima compra. Portanto, preste atenção aos relatórios de demanda e fornecimento (fornecimento e vendas ou uso interno) para fazer compras mais eficientes e evitar que uma determinada quantia de dinheiro seja investida no que é realmente necessário ou que seu dinheiro fique preso no estoque.

7. Saiba negociar com fornecedores

Na hora de negociar com fornecedores, eles estão mais dispostos a estabelecer parcerias com empresas que sejam flexíveis e ágeis na entrega de mercadorias. Portanto, você evitará situações como esgotamento de produtos com alto índice de rotatividade.

Lembre-se que a rapidez na entrega é tão importante quanto o preço e a qualidade do produto, e isso deve ser levado em consideração na hora da assinatura do contrato.

8. Faça queima de estoque quando for necessário equilibrar as contas

É muito comum um determinado produto ser produzido em pequenas quantidades e "encalhado" em estoque, principalmente no comércio. Isso é muito ruim e pode até causar danos à empresa, pois o espaço ocupado por esses produtos pode ser ocupado por itens de maior venda.

Nesse caso, é recomendável realizar grandes vendas para queimar estoques e abrir espaço para produtos mais rentáveis.

9. Tenha um controle rígido

Esta é uma das dicas mais importantes para se ter um bom estoque. No controle de estoque o acesso deve ser muito rígido e os funcionários que manuseiam os produtos armazenados devem estar muito cientes disso.

Por exemplo, é expressamente proibido deixar registros para uso posterior. Pode não parecer assim, mas tal atitude pode deixar o estoque completamente fora de controle.

10. Conte com um software para auxiliar o controle

A melhor maneira de organizar as informações do inventário é usar um software de gerenciamento. Com ele, você poderá monitorar alterações, limitar permissões (por exemplo, quem pode fazer logout de produtos no sistema) e, além de receber sinais, poderá ainda conhecer produtos com escassez de materiais em estoque ou baixo rendimento. A ferramenta não resolverá seus problemas de estoque, mas o ajudará a verificar informações mais precisas para a tomada de decisões, sejam elas compras, preços ou operações.

Seguindo essas dicas, sua empresa terá um controle de estoque mais eficaz, reduzindo perdas e custos de compras desnecessários, aumentando assim a lucratividade do seu negócio.

Entre em contato com a nossa equipe e conheça as soluções da Infracommerce.




Fale com um especialista

Leia também

Multi Warehouse Fulfillment Gerenciado: O que é?

Multi Warehouse Fulfillment Gerenciado: O que é?

Já ouviu falar da estratégia multi warehouse? Essa é uma das soluções para ter um Fulfillment gerenciado. Entenda como funciona o processo e como aplicar.

Acessar
Existe diferença entre marketplace e marketing digital?

Existe diferença entre marketplace e marketing digital?

Veja as diferenças entre marketplace e marketing digital. Duas modalidades ideais para qualquer negócio online ter sucesso no processo de vendas.

Acessar
Evite ruptura de estoque com soluções InfraLog

Evite ruptura de estoque com soluções InfraLog

Evitar a ruptura de estoque no seu negócio utilizando os serviços da InfraLog. A solução Infracommerce que disponibiliza a gestão completa do seu estoque!

Acessar

Explore todos os assuntos do Blog

Revolucione sua
Customer Experience!


Descubra qual solução Infracommerce é a ideal para o sucesso do seu negócio.

Preencha o formulário abaixo que nossa equipe
entrará em contato para mais informações








Obrigado! Seu contato foi enviado com sucesso!
Oops! Algo deu errado, tente novamente.