Como se aplica o Consumer to Business no e-commerce?

Como se aplica o Consumer to Business no e-commerce?

Consumer to business, significa consumidor para empresa, é um modelo de negócio em que o consumidor define as condições para essa transação. Assim, os clientes criam e colaboram em um serviço ou produto específico, não em uma oferta específica.

Este modelo é típico de indústrias como lazer e turismo. Por exemplo, os clientes on-line podem oferecer desde o preço da passagem aérea para uma rota específica até o preço que estão dispostos a pagar por uma estadia em um hotel em uma cidade específica. Depois que os consumidores fizerem essa sugestão, diferentes companhias aéreas e hotéis podem escolher se aceitam as condições do usuário.

A partir do crescimento das mídias mais populares utilizadas pelos consumidores, como sites, blogs, podcasts, vídeos e redes sociais, o modelo consumidor-empresa mudou significativamente.

Existem outros tipos de transações, como business-to-business (B2B), business-to-consumer (B2C) e consumidor-consumidor (C2C).

Características do modelo consumidor para empresa (C2B)

Estas são algumas das características mais destacadas do modelo C2B:

  • Maior interação por parte do consumidor.
  • Aumenta a bidirecionalidade entre a empresa e o cliente.
  • Consumo colaborativo nos serviços e produtos gerados pela empresa.
  • Segmentação mais específica do consumidor final.
  • A reciprocidade é maior entre a empresa e o cliente.

Benefícios do cosumer to business

Há muitos benefícios para consumidores e empresas no modelo de comércio eletrônico C2B, incluindo:

  • Flexibilidade: Empresas e vendedores podem definir seus próprios parâmetros de receita, como a duração dos serviços, a frequência com que o pagamento é cobrado ou as datas de fornecimento dos produtos. Isso oferece mais flexibilidade de agendamento para os freelancers aproveitarem enquanto fornecem seus serviços.
  • Maior potencial de ganhos: Os vendedores têm potencial de ganhos ilimitado; eles podem trabalhar o quanto quiserem e fornecer seus serviços e produtos para quantas empresas quiserem.
  • Alcance mais amplo: as empresas têm a oportunidade de priorizar como contratam vendedores, o que lhes dá a capacidade de contratar de regiões específicas, como onde a renda média ou o custo de vida é menor, reduzindo seus custos.
  • Variedade de trabalho: os vendedores têm a oportunidade de ganhar experiência de trabalho valiosa com diferentes empresas em vários projetos e têm a oportunidade de ser bem pagos por seus serviços.
  • Independência: Os consumidores podem fornecer seus produtos ou serviços a uma empresa sem ter que criar uma empresa ou abrir um negócio por conta própria.

O que é o C2B e-commerce?

O C2B e-commerce é uma forma pouco conhecida de comercializar, pelo menos ao pensar em seu significado, já que inverte o sentido dos negócios “convencionais”.

Sendo assim, o Consumer to Business (consumidor para empresa) é uma maneira de comércio no qual um indivíduo disponibiliza seu produto ou serviço para uma empresa comprar.

Visto isso, essa situação geralmente acontece por plataformas online, sendo muito mais recorrente por meio dos e-commerces.

As tendências do e-commerce: compra e venda na internet

Em primeiro lugar, não é novidade para ninguém que nos últimos anos as vendas por e-commerce decolaram de vez. Mas se você acha que tudo funciona igual na internet, saiba que não é bem assim.

Por vezes, as mesmas estratégias tradicionais de planejamento comercial não funcionam para os vários casos de e-commerce. Desde a integração da internet nas nossas vidas, nós temos mais praticidade para comprar tudo o que quisermos de grandes lojas e marcas.

Quem nunca aproveitou da comodidade da internet para comprar algo que você poderia conseguir no shopping ou na esquina de casa, seja pelo preço muito melhor ou apenas uma daquelas compras da madrugada?

Do mesmo modo, como toda relação é uma via de mão dupla, as plataformas online, além de ótimos lugares para compra, também oferecem novas oportunidades para compor sua renda.

Com as adaptações de nosso consumo ao e-commerce, também ficou muito mais prático vender ou encontrar oportunidades profissionais na internet, mesmo como pessoa física.

Se você quer entender melhor sobre essas tendências do e-commerce e começar a aproveitar novas oportunidades de empreendimento.

E-Business: aplicação do consumer to business

Como vimos, o e-commerce C2B é, em si, um conceito inovador por trocar a lógica tradicional de aquisição de bens e por esse processo ser feito online.

Contudo, apesar de pouco conhecido, as possibilidades que esse tipo de modelo oferecem para uma pessoa física são grandes, afinal, ela pode continuar atuando em sua profissão e precificar os serviços e produtos de acordo com seus critérios.

A partir disso, os empreendimentos escolhem o que vão comprar e, logo após ver o que lhes é oferecido, podem analisar outras pessoas que adotam a mesma forma de comércio de serviços e produtos.

Além disso, o fato de tudo isso ser feito pelo meio digital é crucial para alcançar mais possibilidades para os profissionais…

Pois, com o trabalho na internet, além de plataformas próprias para o e-commerce C2B que viabilizam que os negócios encontrem as pessoas, é possível impulsionar a abrangência e o alcance das peças para os compradores.

Tendências do e-commerce: C2B (consumer to business)

Enfim, dentro do ecossistema de tipos de e-commerce, o C2B (Consumer to Business) ainda não é tão difundido, mas é considerado uma das tendências do e-commerce. Esse modelo é uma forma nova de trabalhar o seu investimento na web.

A venda de fotos, ilustrações e vetores é uma das transações mais conhecidas entre pessoas físicas e empresas, e que é exemplo de um modelo C2B.

Nesse modelo, as empresas entram e assinam bancos de imagem (Shutterstock, Envato e etc.), e consomem diretamente do material que é feito por fotógrafos e ilustradores, na posição de pessoas físicas.

Este artigo foi útil? Continue nos acompanhando para ter acesso a mais conteúdos como este. Aproveite para conhecer as soluções de consumer to business com a Infracommerce!

Fale com um especialista

Leia também

Multi Warehouse Fulfillment Gerenciado: O que é?

Multi Warehouse Fulfillment Gerenciado: O que é?

Já ouviu falar da estratégia multi warehouse? Essa é uma das soluções para ter um Fulfillment gerenciado. Entenda como funciona o processo e como aplicar.

Acessar
Existe diferença entre marketplace e marketing digital?

Existe diferença entre marketplace e marketing digital?

Veja as diferenças entre marketplace e marketing digital. Duas modalidades ideais para qualquer negócio online ter sucesso no processo de vendas.

Acessar
Evite ruptura de estoque com soluções InfraLog

Evite ruptura de estoque com soluções InfraLog

Evitar a ruptura de estoque no seu negócio utilizando os serviços da InfraLog. A solução Infracommerce que disponibiliza a gestão completa do seu estoque!

Acessar

Explore todos os assuntos do Blog

Revolucione sua
Customer Experience!


Descubra qual solução Infracommerce é a ideal para o sucesso do seu negócio.

Preencha o formulário abaixo que nossa equipe
entrará em contato para mais informações








Obrigado! Seu contato foi enviado com sucesso!
Oops! Algo deu errado, tente novamente.