Como o funil de vendas te ajuda a vender mais!

Como o funil de vendas te ajuda a vender mais!

A importância do funil de vendas não é assunto que deve ser secundarizado no comércio eletrônico, afinal, trata-se do conjunto de etapas lógicas que, quando atuam juntas, formam a jornada que o cliente faz até o momento da conversão e retenção. 

O funil de vendas funciona como um modelo de estratégia de negócio a fim de transformar a audiência que seu negócio tem hoje em clientes ativos, que valorizam sua marca. Também conhecida como pipeline, essa estratégia é um exemplo claro da jornada do cliente, desde a primeira visita ao site até o firmamento do acordo, seja para uma compra ou um serviço.

Como o funil de vendas te ajuda a vender mais 

Principalmente se você tem um negócio na internet, já ouviu falar sobre esse assunto, certo? 

O funil de vendas é composto por um conjunto de etapas e gatilhos cujo objetivo é direcionar a jornada de compra do público de uma determinada marca.

Na prática, são etapas da venda que estão diretamente ligadas ao movimento que o consumidor faz até a finalizar a compra. As 4 etapas do funil de vendas são:

  • Visitantes
  • Leads
  • Oportunidades
  • Vendas

A jornada de compra do funil de vendas

É importante destacar que, assim como as etapas do funil de vendas, também há as etapas para a jornada de compra: aprendizado e descoberta, reconhecimento do problema, consideração da solução e decisão de compra. Assim, o objetivo é bem simples, representar cada passo que o consumidor percorre até adquirir um produto ou serviço de tal negócio.

Ao compreender a jornada de compra fica ainda mais fácil entender como funciona o do conceito de funil de vendas; por esse motivo tentamos agora expor os conceitos de forma clara e objetiva.

1 - Aprendizado e descoberta

A primeira fase do consumidor é a pesquisa e descoberta. Nesta etapa, ele ainda não identificou que possui um problema, muitas vezes, aqui o comprador nem imagina qual seja sua necessidade sobre determinado produto. 

No entanto, é a etapa para abrir os olhos do consumidor, que lhe desperte o interesse, isso pode acontecer abordando um assunto específico para que ele perceba que pode estar tendo um problema ou então, uma excelente oportunidade de negócio.

2 - Enxerga-se o problema

Nesta etapa, o possível cliente (cliente em potencial) percebe que tem um problema/oportunidade de negócio e aí sim, inicia o processo de pesquisar mais sobre o assunto e sobre possíveis soluções. 

Aplicar técnicas de marketing digital, como o SEO (otimização de site), é fundamental para que o cliente encontre seu negócio com facilidade na internet.  

3 - Consideração da solução

Na etapa 3, o cliente já tem ciência sobre possíveis soluções para resolver seu problema, é o momento que ele também passa a avaliar melhor suas opções para solucioná-lo. 

Portanto, é válido ressaltar a importância de conseguir gerar um senso de urgência maior. Se não conseguir fazer com que o cliente perceba que o problema que ele trás é preciso ser resolvido imediatamente, ele irá adiar o processo de compra.

4 - Decisão de compra

Na decisão de compra o possível cliente está bem perto de se tornar um cliente ativo, aquele que irá reconhecer sua marca e divulgá-la. Essa é a hora que ele já está comparando ofertas para poder finalizar com suas questões. 

Assim, é nessa etapa que sua tarefa é provar para o cliente que a escolha pelo seu produto ou serviço é ideal. Ter o apoio de estratégias de marketing digital é indispensável, sobretudo na era da digitalização. 

Afinal, como aplicar o funil de vendas no meu negócio?

Definir o funil de vendas auxilia na saúde do seu negócio e no aumento de vendas. 

Quando você cria o seu processo de funil de vendas, ou revisa essas etapas você está aprimorando o entendimento sobre a jornada de compra do cliente, logo, consegue sinalizar quais ações a sua empresa pode realizar para otimizar as vendas.
Quer saber como desenvolver o processo de funil de vendas? Esteja preparado(a) para o passo a passo para vender mais na internet! Confira agora: 

1.Mapear a jornada de compras

O primeiro passo para criar o funil de vendas é identificar qual é a jornada de compra feita pela audiência do seu negócio, ou seja, quem o acompanha. 

Mapear a jornada de compras, na prática, significa que você deve ter uma equipe voltada para a captura do máximo de informações, entrar em contato com o maior número de potenciais clientes para, dessa forma, compreender quais são os desejos e dificuldades que encontram ao longo da jornada.

2. Definir os passos do processo de vendas

Feito o mapeamento da jornada de compra, esse é o momento de definir quais são os principais marcos que representam a evolução e passagem entre as etapas.

É importante ter sempre algumas perguntas em mente para conseguir chegar no resultado, como: em qual momento meu Lead identifica que precisa de uma solução para o problema? Ele chegará até esse estágio por conta própria? Como podemos garantir que ele atinja esse estágio?

Ao desenvolver estratégias bem definidas, ficará mais fácil direcionar o cliente até a etapa final de compra. 

3. Definir etapas

Para definir as etapas do funil de vendas com eficiência, é essencial planejá-las para garantir uma boa experiência e suporte ao lead durante a jornada de compra, assim é possível agregar o valor necessário para que o potencial cliente consiga avançar o processo.

Na hora de executar o processo de vendas, observe os gatilhos claros de passagem entre as etapas, isso garante o mesmo objetivo: alcançar a previsibilidade do funil.

Visitantes

Nessa primeira etapa do funil, o foco são os visitantes que representam um grupo de pessoas bem heterogêneo, geralmente são os usuários curiosos, ou então de pessoas em estágio mais avançado, que acessam a página de preços em busca de uma solução específica.

Para que esses visitantes possam passar pelo funil e se tornarem Leads, é necessário convertê-los, e isso só é possível por meio de algum formulário ou Landing Page.

As ofertas diretas estão relacionadas ao produto ou serviço, como por exemplo: cupons de desconto ou pedidos de orçamento. Já as indiretas tratam assuntos relacionados ao produto de forma mais abrangente, como: eBooks, webinars, entre outros.

Leads

Quando os visitantes se tornam Leads, o próximo passo é estabelecer um relacionamento com esses contatos. O objetivo é fazer com que eles avancem na jornada de compra e cheguem com mais informação para a finalizar a compra.

Conhecida também como fase de nutrição de Leads. Essa estratégia tem foco principal no envio automatizado de conteúdos direcionados aos interesses de cada contato, e assim conseguir dar suporte para que o lead consiga avançar para o próximo estágio do funil.

Oportunidades

Quando a equipe de marketing sinaliza que os Leads já tiveram relacionamento significativo e estão preparados para serem abordados, o time de vendas entra em ação para que o resultado seja obtido. Normalmente, os consultores do time de vendas abordam os Leads para compreender a situação e o estágio da jornada de compra em que se encontram.

Clientes

Nesta etapa, quando a primeira venda é concluída, o lead que estava no estágio de oportunidade se torna um cliente. Essa conversão é um sinal de que ao longo da jornada foram analisadas as necessidades do Lead e a solução apresentada estava alinhada com as suas expectativas.

O objetivo nesse estágio deve ser a retenção e o estímulo à compra de novos produtos, aqui também é possível recomendar novos clientes. O trabalho desta etapa deve seguir uma frequência entre as áreas de vendas, marketing e consumidor final.

Quer mais dicas para seu negócio? Continue acompanhando nosso blog para receber novidades! A Infracommerce tem soluções full-service para seu negócio. Entre em contato conosco.


Fale com um especialista

Leia também

Multi Warehouse Fulfillment Gerenciado: O que é?

Multi Warehouse Fulfillment Gerenciado: O que é?

Já ouviu falar da estratégia multi warehouse? Essa é uma das soluções para ter um Fulfillment gerenciado. Entenda como funciona o processo e como aplicar.

Acessar
Existe diferença entre marketplace e marketing digital?

Existe diferença entre marketplace e marketing digital?

Veja as diferenças entre marketplace e marketing digital. Duas modalidades ideais para qualquer negócio online ter sucesso no processo de vendas.

Acessar
Evite ruptura de estoque com soluções InfraLog

Evite ruptura de estoque com soluções InfraLog

Evitar a ruptura de estoque no seu negócio utilizando os serviços da InfraLog. A solução Infracommerce que disponibiliza a gestão completa do seu estoque!

Acessar

Explore todos os assuntos do Blog

Revolucione sua
Customer Experience!


Descubra qual solução Infracommerce é a ideal para o sucesso do seu negócio.

Preencha o formulário abaixo que nossa equipe
entrará em contato para mais informações








Obrigado! Seu contato foi enviado com sucesso!
Oops! Algo deu errado, tente novamente.