Como começar um ecommerce do zero

Como começar um ecommerce do zero

Mesmo antes da pandemia, o e-commerce já apontava como um dos segmentos com mais potencial de mercado. O faturamento anual das lojas virtuais bate recorde a cada ano, principalmente em decorrência do isolamento social. 

E no pós-pandemia o e-commerce tem muito mercado para avançar e conquistar. Os números mostram-se otimistas e as vantagens de uma loja on-line são bastante atraentes. No entanto, começar um e-commerce do zero é um grande passo na vida de um empreendedor. Mesmo num mercado em expansão, os desafios também são enormes para um iniciante no mercado digital, como em todo ramo de negócios. Por isso, é preciso estar preparado e planejar sua estratégia para se lançar no mercado! Elaboramos, assim, este artigo com  dicas e soluções para encarar os principais desafios para quem vai criar sua primeira loja on-line. 

Passo a passo para começar um e-commerce do zero

1. Definir que produtos e para quem vender

A primeira tarefa antes de criar seu site é escolher o produto que você vai trabalhar e o nicho para que ele se destina. O que você vai vender e para quem? Qual seu produto e público-alvo? É necessário ter sua estratégia muito bem definida. 

Selecione um nicho de mercado específico

Vamos tomar como exemplo que o produto escolhido para seu o e-commerce seja cosméticos. Uma parte da tarefa está cumprida e você escolheu seu produto. No entanto, existem milhares de lojas virtuais vendendo cosméticos também, não é? Mas e produtos de beleza especializados em cabelos crespos e cacheados, por exemplo?  Já não encontramos tantos. 

Assim, escolher um determinado grupo dentro do seu nicho e oferecer um produto diferente que irá atender às suas características específicas, pode ser a chave para se destacar. É o caminho mais fácil para se tornar referência no seu segmento. Então a nossa dica em relação aos artigos com os quais vai trabalhar e o público-alvo é: encontre um nicho específico no seu segmento, identifique um problema e ofereça uma solução.

Estabeleça não somente um público genérico, mas assim as pessoas do seu negócio. No planejamento crie um ou mais perfis do que seria o seu cliente ideal, que você busca atingir, com todos os dados possiveis: idades, sexo, escolaridade. E também leve em consideração suas prováveis aspirações, sonhos, desejos e dores. Fazendo sua marca mais humanizada e seu consumidor muito mais próximo de você.

Com isso, definido exatamente qual produto e  para quem você o venderá, a estratégia  para elaborar campanhas será mais fácil. Haverá a possibilidade de criar campanhas mais potentes e eficazes utilizando a linguagem adequada para acessar os seus  potenciais clientes.

Com essas informações em mãos será possível encontrar o fornecedor mais adequado para seu e-commerce. Conhecendo o que seu público espera, você poderá avaliar a qualidade, o prazo e o preço dos seus fornecedores. 

2. Escolher por onde vai vender

Após definida a estratégia do seu produto e do público que pretende alcançar é o momento de  estabelecer qual será seu canal de vendas. Afinal, as possibilidades de  vender pela internet são diversas: nas redes sociais, marketplace  ou optar por ter seu próprio e-commerce.

Para auxiliar a sua escolha, ressaltamos que vender através do seu próprio e-commerce e também pelos outros canais é uma excelente maneira de se fazer presente no ambiente virtual e ser visto por potenciais clientes.

Se você acredita que criar sua loja virtual é algo muito complicado, não se preocupe. Há plataformas de e-commerce em que você pode começar seu site do zero sem nenhuma experiência prévia. E mais, você pode integrar diferentes meios de pagamento e de envio para facilitar a vida dos seus clientes.

3. Montar seu e-commerce

É hora de definir como montar seu e-commerce, essa é a hora de colocar a mão na massa e praticar tudo o que aprendeu! 

Existe uma grande facilidade, melhor dizendo, redução de tarefas, quando se opta por criar o site por meio de plataformas de e-commerce, mesmo nessa condição é necessário caprichar para que sua loja fique atraente e agradável aos usuários. Não se esqueça que a experiência do cliente é um dos fatores mais importantes nos dias de hoje. 

Se você optou por uma plataforma, como a Infracommerce, reserve um tempo para experimentar diferentes layouts e personalizar os que vão de encontro com a identidade visual da sua marca. 

  • Crie um logo caprichado;
  • Tire boas fotos dos produtos e;
  • Escreva descrições originais para cada um dos produtos.

Dica extra: não carregue todos os produtos na página inicial. Isso irá deixar o carregamento do seu site mais lento e a navegação mais confusa, com isso, crie páginas para as categorias de produtos, limite a home para aproximadamente 15 mercadorias e desenvolva banners para anunciar eventuais promoções e categorias, esses devem ficar destacados na na sua página inicial.

4. Qual região começar a vender 

Quem começa a vender online se depara com outro desafio: o tipo de entrega, frete. 

Seja por conta dos preços ou do tempo de entrega, essa etapa é sempre bastante sensível para o consumidor. Dessa forma, é necessário que você dê atenção a esse ponto. 

Pense o seguinte, você estará começando as suas operações, logo, não precisa vender para o Brasil inteiro logo num primeiro momento. 

Que tal começar entregando nos arredores da sua residência? Isso vai te dar mais experiência para você entender a logística antes de alçar voos maiores. Assim será possível entender melhor os prazos antes de fazer acordos que não vão acontecer com consumidores, logo, irá evitar frustrações. 

Dê também atenção também aos pagamentos, é cada vez mais importante escolher diferentes formas de pagamento para oferecer boas opções aos clientes.

5. Entender qual a melhor maneira de investir na divulgação

Quando você cria um e-commerce, certamente precisará investir em divulgação.

No entanto, a grande dúvida é por quais meios você vai planejar seu marketing digital.

Uma coisa é certa: algo que ajudará muito será conhecer a fundo sua persona, pois isso vai te ajudar a saber em quais redes sociais o seu público-alvo estará, como eles costumam fazer pesquisas antes de comprar produtos, entre outros passos.

Assim, você divulga seu e-commerce em locais onde, realmente, há potenciais compradores.

Conheça também a jornada de compra do seu cliente. Se você conhecer cada etapa, desde o momento que ele começa a pensar em comprar um produto até que, finalmente, adquira algo em seu e-commerce, ficará mais fácil alcançá-lo. 

Isso significa que as ações e planejamento valem mais a pena do que sair criando anúncios no Instagram ou campanhas no Google Ads, invista de maneira correta. 

Plataforma de e-commerce para o sucesso de seu negócio

A plataforma da Infracommerce foi desenvolvida com o objetivo de otimizar seu e-commerce, resultados e métricas, com toda dinâmica do Full Service

Entre os diferenciais do sistema Infracommerce, a plataforma possui o maior SLA do mercado. Um sistema que garante até 99,5% de Uptime, back-end que segue as diretrizes das melhores práticas do mercado, suporte de atualizações constantes e implementação de ferramentas de melhorias, para nunca deixar os clientes na mão.

Fora isso, o galpão da Infracommerce combina a segurança que seus produtos precisam com flexibilidade para atender as demandas da sua loja.

E ainda tem mais! A plataforma conta com espaço de 30.000 m2 e capacidade para armazenar 2 milhões de produtos; WMS de última geração; Integração com Sefaz para emissão automática de NF eletrônica e sistema de segurança completo, com equipamentos de última geração.

E aí, gostou desse artigo? Continue nos acompanhando para ter acesso a mais conteúdos como esse. Para mais informações sobre a plataforma full service, contate um de nossos especialistas.





Fale com um especialista

Leia também

Multi Warehouse Fulfillment Gerenciado: O que é?

Multi Warehouse Fulfillment Gerenciado: O que é?

Já ouviu falar da estratégia multi warehouse? Essa é uma das soluções para ter um Fulfillment gerenciado. Entenda como funciona o processo e como aplicar.

Acessar
Existe diferença entre marketplace e marketing digital?

Existe diferença entre marketplace e marketing digital?

Veja as diferenças entre marketplace e marketing digital. Duas modalidades ideais para qualquer negócio online ter sucesso no processo de vendas.

Acessar
Evite ruptura de estoque com soluções InfraLog

Evite ruptura de estoque com soluções InfraLog

Evitar a ruptura de estoque no seu negócio utilizando os serviços da InfraLog. A solução Infracommerce que disponibiliza a gestão completa do seu estoque!

Acessar

Explore todos os assuntos do Blog

Revolucione sua
Customer Experience!


Descubra qual solução Infracommerce é a ideal para o sucesso do seu negócio.

Preencha o formulário abaixo que nossa equipe
entrará em contato para mais informações








Obrigado! Seu contato foi enviado com sucesso!
Oops! Algo deu errado, tente novamente.